Esta sexta-feira, Theresa May, primeira-ministra do Reino Unido, anunciou que vai renunciar o cargo dentro de semanas. Pressionada por causa da nova versão do acordo do “Brexit”, Theresa May vai sair da liderança do Partido Conservador e do Governo no dia de 7 de Junho. Num discurso emocionado frente ao número 10 de Downing Street, May lamentou não ter conseguido cumprir o "Brexit".

De pé, num púlpito do lado de fora da famosa porta preta do número 10, May afirmou que como primeira-ministra “fez o melhor possível” para negociar um acordo para tirar o Reino Unido da União Europeia “protegendo empregos, segurança e nossa União “, avança o Independent.

Fonte: The Guardian

A PM adiantou que foi “uma questão de profundo pesar” não ter sido capaz de entregar o Brexit e alertou que seu sucessor vai ter que procurar consenso por todo o parlamento para encontrar uma solução.

Na parte final do discurso, May confessou: “Foi a grande honra da minha vida ter sido a segunda primeira-ministra, mas certamente não a última”. Antes de sair, expressou que servir o país como PM “foi a honra da minha vida” e, acrescentou que sentiu “uma enorme e duradoura gratidão por ter tido a oportunidade de servir o país que ama”.